A linha vertical glabelar como referência para a posição anteroposterior da maxila

Por Administrador

Edição V24N03 | Ano 2019 | Editorial Artigo Online | Páginas 45 até 45

Marcos J. Carruitero, Ximena M. Ambrosio-Vallejos, Carlos Flores-Mir

Objetivo: o objetivo desse estudo foi avaliar o uso da linha vertical glabelar (GVL) como referência para a posição anteroposterior da maxila. Métodos: esse estudo transversal avaliou 129 pacientes (20,21 ± 1,99 anos), sendo 67 mulheres (20,16 ± 1,99 anos) e 62 homens (20,26 ± 2,06 anos). As fotografias de perfil foram realizadas com os pacientes em sorriso posado e em posição natural de cabeça. As distâncias lineares entre a porção mais convexa da face vestibular do incisivo central superior (FA) e a linha do limite anterior (GALL), e entre a FA e a GVL foram mensuradas e comparadas. Para a análise comparativa, utilizou-se o teste de postos sinalizados de Wilcoxon. O coeficiente de correlação de Spearman avaliou a correlação. Além disso, foi realizada regressão linear múltipla. Resultados: a distância entre GALL e GVL foi de 0,54 ± 1,14mm (95% IC: 0,34-0,74). Uma forte correlação foi identificada entre as distâncias FA-GALL e FA-GVL (Spearman’s rho = 0,983 (95%IC: 0,976-0,988), p < 0,01). A distância FA-GVL contempla quase todas as variações de FA-GALL (R2 = 95,84%, p < 0,01). Essa distância pode ser calculada através da fórmula: FA-GALL= 0,5 + 0,9*(FA-GVL). Conclusão: os resultados encontrados sugerem que a GVL pode ser adotada como uma referência de fácil utilização na determinação da posição anteroposterior da maxila, quando comparada à GALL para a melhora do perfil facial nos casos em que os incisivos superiores estão corretamente posicionados. Perfil facial, Diagnóstico, Ortodontia, Cirurgia ortognática,

Carruitero MJ, Ambrosio-Vallejos XM, Flores-Mir C. Glabellar vertical line as a reference goal for anteroposterior maxillary position. Dental Press J Orthod. 2019 May-June;24(3):45.e1-5. DOI: https://doi.org/10.1590/2177-6709.24.3.45.e1-5.onl