Avaliação da atratividade do espaço negro entre os incisivos centrais superiores, via rastreamento do olhar e escala visual analógica

Por Administrador

Edição V26N01 | Ano 2021 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 34 até 59

Ahmad AL-LAHHAM, Paulo Henrique Couto SOUZA, Caio Seiti MIYOSHI, Sérgio Aparecido IGNÁCIO, Thiago Martins MEIRA, Orlando Motohiro TANAKA

Objetivo: Avaliar a percepção visual e estética do espaço negro entre os incisivos centrais superiores, via rastreamento do olhar e escala visual analógica (EVA). Métodos: Manipulou-se o espaço negro entre os incisivos centrais superiores, para ambos os sexos, da seguinte forma: imagem controle, espaço negro de 1 mm, espaço negro de 2 mm e espaço negro de 3 mm. Participaram desse estudo noventa avaliadores, divididos em três grupos: 30 leigos, 30 cirurgiões-dentistas e 30 ortodontistas. Após a calibração vi- sual de cada observador, foram projetadas oito fotografias no software OGAMA® em conjunto com o hardware The Eye Tribe® . O OGAMA gerou informações do rastreamento do olhar de cada avaliador com relação ao tempo até a primeira fixação, mapa de calor, trajetória do olhar e tempo total de fixação para avaliar as áreas consideradas de interesse, de acordo com os avaliadores. Posteriormente, utilizou-se a EVA para avaliar as imagens a partir de um álbum, em uma escala de 0 a 10 pontos. Resultados: Os olhos e a boca foram as áreas com maior fixação pelos avaliadores, de acordo com os mapas de calor. Os resultados estatísticos não apresentaram diferença estatisticamente significativa entre os três grupos de avaliadores (p > 0,05), quanto ao tempo até a primeira fixação. Porém, em relação ao tempo de fixação na boca, observou-se diferença estatisticamente significativa (p < 0,05) na comparação dos três grupos. Conclusão: O espaço negro apresentou um efeito negativo na percepção estética da face. O aumento de fixação na boca correspondeu ao aumento do tamanho do espaço negro. Espaço negro. Percepção. Estética. Rastreamento do olhar.

Al-lahham A, Souza PHC, Miyoshi CS, Ignácio SA, Meira TM, Tanaka OM. An eye-tracking and visual analogue scale attractiveness evaluation of black space between the maxillary central incisors. Dental Press J Orthod. 2021 Jan-Feb;26(1):e211928.